Feijoada marca encontro geracional no Museu da História e da Cultura Afro-Brasileira

Integrante do Conselho Consultivo Curatorial do projeto do Museu da História e da Cultura Afro-Brasileira – MUHCAB, o @ipeafro participou de encontro geracional no Centro Cultural José Bonifácio, localizado na região portuária do Rio de Janeiro. Uma feijoada foi preparada em 13 de maio de 2019 pelo Afoxé Filhos de Gandhi RJ, e marcou a data simbólica dos 131 anos da falsa abolição. A iniciativa partiu da ativista e advogada, conselheira do Muhcab e ekedi Maria Moura, com o objetivo de trocar saberes com os mais jovens, fortalecendo a luta pela valorização da cultura afro-brasileira e o combate ao racismo. Maria Moura lembrou-se emocionada das feijoadas realizados na década de 1980 na favela Chapéu Mangueira, no Leme, organizada por moradores, liderados por Benedita da Silva. 

Instalado provisoriamente no Centro Cultural José Bonifácio, o MUHCAB atualmente foca-se em oferecer atividades de capacitação e educação que possuam a cultura afro-brasileira como tema. Está desenvolvendo sua expansão para consolidar-se como um museu de território na Pequena África, tendo como marco zero o Patrimônio Mundial Cais do Valongo (Unesco). Além de um museu de território, o MUHCAB deseja se consolidar como um museu socialmente responsável, ou seja, oferecendo serviços de apoio social e civil. O museu pretende acrescentar aos serviços oferecidos suporte jurídico para crimes raciais, apoio à pequenos empreendedores, centro de referência para estudos com biblioteca afrocentrada e material especializado.