Seminário de Santa Rita: videos e relatório

No dia 20 de setembro de 2018, o Instituto de Pesquisas e Estudos Afro-Brasileiros (IPEAFRO) e parceiros realizaram, no auditório do Arquivo Nacional, no Rio de Janeiro, o seminário Reparação da Escravidão e os Ancestrais de Santa Rita. Ao todo, 37 organizações se envolveram diretamente com o evento, que teve o patrocínio do Goethe Institut. O objetivo do seminário foi trazer ao público presente e virtual o debate sobre restos humanos e artefatos da vida de ancestrais escravizados encontrados em locais urbanisticamente afetados pelas obras da linha 3 VLT carioca, na região central do Rio de Janeiro. Abaixo, você pode assisti-lo na íntegra. 

O caso de Sata Rita é semelhante ao que ocorre em outras áreas da Pequena África, local de intensa manifestação da herança africana no País. Semelhante ao Cemitério dos Pretos Novos, no entorno do Cais do Valongo, hoje Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, em frente à igreja de Santa Rita, se dava o sepultamento de africanos que, ao chegar no Brasil, não sobreviviam às durezas da travessia e aos sofrimentos impostos durante a captura em sua terra mãe.

Leia o Relatório Seminário Santa Rita